NOTÍCIAS

Saiu Reajuste Salarial Farmácias e Drogarias retroativo a 1o. Junho

Aumento real foi de 2% sexta, 29 de agosto de 2014


Acaba de ser assinado o reajuste salarial dos Farmacêuticos de Farmácias e Drogarias, relativo ao período de 31 de maio de 2013 a 1o. de junho de 2014.  O documento encontra-se disponível na área de downloads deste site.

O aumento foi de 8% - representando um aumento real de 2% frente ao INPC do período, que foi de 6,01%

Este aumento está compatível com a tendência apurada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudo Sócio Econômicos referentes (DIEESE) referentes ao primeiro semestre de 2014, o qual relata que que cerca de 93% das das negociações salariais analisadas conquistaram reajustes salariais acima do INPC-IBGE. A  maioria dos reajustes resultou em ganhos reais de até 3%, com maior incidência na faixa de ganho entre 1% e 2% acima do índice (leia o documento).

Nesta oportunidade, o Sinfarms alerta aos profissionais que o Piso Salarial significa Salário Mínimo Profissional e encoraja a todos os profissionais para que negociem com os respectivos empregadores o pagamento de salário maior, haja vista que estão faltando farmacêuticos no mercado.

Desta forma, os Pisos Salariais foram os seguintes:

44 horas:  R$ 2,270,00
30 horas:  R$ 1.860,00
20 horas: R$ 1,135,00


  Data Base

Ficou mantida a data-base de primeiro de junho/2014.  Em assim sendo, no próximo pagamento a ser feito no início de setembro, os farmacêuticos farão jus ao pagamento do reajustes referente aos salários de junho, julho e agosto.  Esta diferença retroativa pode ser paga em até duas parcelas.


  Reajuste para quem ganha acima do Piso Salarial


Aqueles profissionais que recebem acima do piso salarial terão direito ao aumento de 8% referente à compensação salarial do período de maio de 2013 a 1 junho de 2014.

  Reivindicações Negadas

  Após insistentes negociações, os seguintes pontos abaixo foram negados pelo Sindicato Patronal.


1. Piso Salarial de dois mil e seiscentos reais (R$ 2.600,00) por quarenta e quatro horas semanais.

2. Adicional de tempo de serviço, equivalente a um por cento (1%) do salário base do empregado por ano de trabalho, sem obrigação de pagamento retroativo.

3. Gratificação de vinte por cento (20%) sobre o salário base dos Farmacêuticos que comprovarem Titulação em cursos de Pós Graduação, Mestrado ou Doutorado na área de Farmácia.

4. Adicional de Insalubridade referente a quarenta por cento (40%) para os profissionais que façam administração de injetáveis, medição de glicemia capilar ou que entrem em contato com fluídos corporais possivelmente infectantes.

5. Adicional de Pericuosidade referente a quarenta por cento (40%) sobre o salário base para aqueles farmacêuticos que laborem em estabelecimentos que tenham Caixas Eletrônicos.

6. Abono por Assiduidade, referente a cinco por cento (5%) sobre o salário base, ou cento e trinta reais (R$ 130,00) , sem incorporação à remuneração e sem incidência de recolhimento de encargos para os profissionais que não tiverem nenhuma falta (inclusive justificada), ou atrasos (tolerância de 10 minutos), licenças médicas e que não tenham sofrido penalidades (advertências, suspensões) e que não estejam afastados do trabalho por auxílio maternidade, doença, serviço militar ou outros afastamento.

7. Multa equivalente ao valor do salário base para aquelas empresas que não entregarem a CTPS no prazo máximo de 48 h após a rescisão do contrato de trabalho.

8. Benefício do pagamento do salário , ou compensação dos dias que eventualmente as farmacêuticas estiverem afastadas somente em decorrência de internação hospitalar de filho menor de idade, até o limite de 14 dias por ano.

09. Dobrar os prazos de licença maternidade, paternidade, casamento e no caso de morte de parentes próximos.

 
  Estratégias para o Futuro

  Tendo em vista a falta de profissionais farmacêuticos no mercado o Sinfarms orienta aos colegas para que negociem individualmente com seus respectivos empregadores para o pagamento de salários acima do Piso, pois, o mesmo é apenas um referencial.

Lembre-se:  Piso é o Salário Mínimo do Farmacêutico.  Você merece ganhar mais que o mínimo!
 

Fonte:

Rua Giocondo Orsi, nº 1020 | Campo Grande - MS | 79051-130 | (67) 3042-8090